Política

Neusete Pré-candidata a prefeita de Correia Pinto pelo DEM

Ela fala sobre sua trajetória profissional e política, gestão coligações e muito mais.

Foto: Divulgação

Neusete Aparecida Maziero - Nascida em 22 de setembro de 1966 em Lages. Filha de Orvalino Maziero (in memorian) e de Dona Clarice Menegatti Maziero. É a segunda dos três irmãos (Nilson e Nelci).

Seus pais tinham uma mercearia em frente a antiga Pensão Natal ao lado do INSS e uma marcenaria as margens do Rio Carahá onde sua mãe (professora) cuidava enquanto atendia os filhos. Seu pai, sempre ligado ao ofício da carpintaria com dons artesanais no trato com a madeira não tinha hora para parar de trabalhar.

Neusete aos 7 anos de idade começou a estudar no Colégio Santa Rosa de Lima onde cursou até a "5ª série". Como seus pais mudaram para o então distrito de Correia Pinto onde empreenderam uma sociedade familiar "Sul Pasta" na fabricação de "pasta mecânica" produto primário para a fabricação do papel; a mesmo os acompanhou. Mais tarde a empresa deu origem a MADEREIRA MAZIERO com serraria e reflorestamentos.

Em 1987 quando Orvalino Maziero faleceu e a sociedade foi desfeita, junto com sua mãe tiveram a certeza de que mesmo sem o patriarca, esta era a comunidade que escolheram para firmarem raiz, investir e procurar dar frutos.

Morando em Correia Pinto começou a estudar no Colégio Estadual Nossa Senhora dos Prazeres (Diretor Padre Dilmar Sell - de saudosa memória) onde começou a conhecer mais de perto o que era a vida no interior. Fez curso técnico em Agropecuária.

Fez parte da Seleção de Voleibol de Correia Pinto e disputavam campeonatos pela região toda.

Neste período o Distrito passou pelo Plebiscito que foi o processo de emancipação e, ao lado de seu pai participou ativamente das manifestações em favor da emancipação. Dado o processo emancipatório por larga maioria de votos, nomeado o "interventor" (José Renato Olivo) até a data da eleição, aconteceu a entrega dos maquinários da Prefeitura de Lages ao recém-emancipado município de Correia Pinto. O Prefeito em exercício de Lages à época era Dr. Celso Anderson de Souza e no referido ato de entrega, a adolescente Neusete foi indicada pelo Censp e orientada pela "Irmã Maria Sartori" para fazer o discurso de independência de Correia Pinto, representando assim a fala de toda uma comunidade entre os discursos das autoridades. O servidor público Albertor Grechoniack abria o desfile com "sua" patrola.

Nessa época atuava como monitora de crianças na Creche do Centro de Promoção Social no Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Em 1983 no mês de fevereiro do primeiro ano da administração do então Prefeito Demerval Batista foi convidada a trabalhar na Câmara de Vereadores tendo a função de redigir as atas das reuniões e secretariar os serviços do Poder Legislativo. Mais tarde

prestou concurso e se efetivou na função que permaneceu por 37 anos até sua aposentadoria.

Fez parte da 1ª turma de 2º grau do Colégio Diocesano em Correia Pinto com 20 alunos para a preparação para vestibular.

Iniciou curso de Direito na Universidade em Vacaria RS onde viajava todos os dias com colegas, visto que em Lages ainda não havia o curso. Três semestres depois havendo turma na UNIPLAC transferiu-se para Lages.

Empreendeu uma sociedade em uma "Boutique Viva Moda" onde após 3 anos vendeu sua parte para a sócia á época.

Servidora Pública

Descreve sua atuação como servidora da Câmara (Secretária Executiva) como uma oportunidade infinita de aprendizado da técnica legislativa, do conhecimento estrutural dos poderes Legislativo e Executivo. Participou efetivamente na elaboração da Lei Orgânica, Regimento interno, Estatuto do Servidor.... Criou de forma autodidata todo o sistema de arquivamento e organização funcional da Câmara tendo em vista que era a instalação do Município o qual se mantém até hoje com as devidas adequações e atualizações não tendo perdido a "espinha dorsal". Toda legislação municipal até um passado bem próximo teve sua relação direta como servidora e até mesmo como vereadora por dois mandatos.

Vida política

Sua militância política se intensificou efetivamente a partir de 1997 quando casou com Casimiro de Liz, pessoa de militância política e que em 2000 elegeu-se Vereador

Em 2006 (gestão Ziliotto e Casimiro) exerceu a vereança pela legenda do PFL (mais tarde denominado DEM). (Tendo tirado licença para assumir a Secretaria de Saúde e Assistência Social)

Em 2009 (gestão Vânio e Eder) reelegeu-se Vereadora. (Foi Presidente e relatora de Comissões Permanentes como justiça e finanças. Relatora de CPIs)

Em 2012 disputou na condição de Vice-prefeita a eleição Municipal. (Padilha e Neusete)

Em 2018 apresentou seu nome como candidata a Deputada Federal tendo alcançado a marca de 4.197 votos, sendo hoje suplente de Deputada Federal pelo DEMOCRATAS.

Nas suas palavras: "legislei com dedicação total olhando a letra da lei na sua essência para garantir mecanismos de justiça olhando com equidade para adaptar as

oportunidades de forma mais justa, apesar que sabemos que há muito ainda a ser feito."

Na gestão Pública junto ao Poder Executivo

Em 2002 participou ao lado do Presidente da CCO (Vereador Casimiro) e grande equipe (gestão Ziliotto e Oliveira), na preparação da Festa do Peão Laçador tendo secretariado as ações do evento de grande repercussão.

Em 2003 como Presidente do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) coordenou com sua equipe o desafio de fazer a primeira eleição com voto popular para escolha dos Conselheiros Tutelares com a participação de 1.311 votantes; cada um com direito a 5 votos.

Ainda em 2003 coordenou a 1ª Conferência das Cidades que por força de lei chamou os municípios a identificar suas dificuldades e soluções a serem apresentadas em Conferências estadual e federal.

Convidada a organizar e coordenar a primeira audiência pública para a coleta de dados para elaboração da primeira Lei de Diretrizes Orçamentárias para construção do orçamento anual.

Em 2006 foi convidada pelo Prefeito Ziliotto para responder pela Secretaria de Saúde e Assistência Social onde implantou ações como:

-Oficina do Saber (contra turno escolar com atividades que pudessem auxiliar na promoção do desenvolvimento dos estudantes e familiares com atividades relacionadas a gastronomia, dança, banda musical, capoeira, costura, tear, pintura, bordado, ...)

-Fábrica de Fraldas Descartáveis (para distribuição as comunidades em vulnerabilidade social)

-Sala de Costura (para atendimento a gestante e ao bebê - execução saúde e social)

-Participação ativa no Projeto IDIS (Klabin)

-Suporte específico para as ações das Agentes Comunitárias de Saúde

-Coordenação da Reforma do Posto de Saúde (Centro)

No gabinete do Vice-Prefeito Casimiro participou ao lado de Grayce Kelly e Susan Karine da implantação do programa PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) que foi a primeira ação de compra da Agricultura Familiar para a merenda escolar e distribuição em associações.

Em 2017 secretariou as festividades de aniversário do município ao lado da coordenação da Primeira Dama e equipe do Prefeito Celso Rogério na retomada de festivais e festejos populares.

Nas suas palavras: Nas suas palavras: "Conheço a realidade da gestão pública; da construção legislativa e suas variações na forma de aplicação. Reconheço especialmente a realidade do cidadão que receberá a determinação da lei de forma benéfica ou danosa. Vivo em uma comunidade nomeada Correia Pinto, buscando constantemente conhecer em minha trajetória de vida a realidade dos que aqui, assim como eu, também vivem. Sou uma sonhadora por dias melhores, a construção do amanhã que acredito está pautada no respeito com o cidadão e com os pés firmes no chão. "

Movimentos Comunitários:

Sua primeira experiência foi no Centro Cívico do Censp (Grêmio Estudantil) onde fez parte como oradora.

Seu pai foi sócio fundador do Lindóia Club, em 1984 foi a 1ª Rainha do Clube representando as indústrias cujo objetivo era angariar recursos para a construção da sede onde se mantém sócia até hoje.

Como servidora pública presidiu a ASMUCOP (Associação dos Servidores Públicos do município de Correia Pinto) onde legalizou a existência da mesma com a organização de Assembleias, elaboração e registro de estatuto, a organização de área de lazer no prédio que a entidade promovia bailes e eventos diversos.

Dentro da UNIASCOP (União de Associações de Correia Pinto) participou ativamente de todas as associações de moradores ou rurais com a elaboração de documentos e realização de inúmeros cursos de acesso a população; especialmente cursos de artesanato na área rural. Curiosamente os livros das entidades possuem em seus registros, pelo menos, uma ata redigida a próprio punho pela mesma. Acredita de forma incontestável que o trabalho comunitário é o fator que aproxima e representa de forma mais autêntica os anseios da comunidade. Relata que a assertividade no trabalho em associações está diretamente ligada ao diálogo entre os partícipes e comunidade, sendo este o meio mais assertivo para movimentos comunitários.

Apaixonada no cultivo da tradição gaúcha, Neusete marca presença constante em torneiros e rodeios, e a devoção na reza da Ave Maria. Vê na prática do laço uma atividade que caracteriza a verdadeira "Terra do Peão Laçador" onde uma nova geração está chegando para a qual é necessário reavivar o verdadeiro sentido das lidas campeiras como um esporte, lazer e cultura, como até aqui os veteranos já trouxeram.

"É um sentimento que nos leva a entender que há um amanhã que é futuro de nossas ações no hoje. O passado e o presente projetam nossas possibilidades futuras. A fé em Deus como o sentimento do bem, da irmandade, da responsabilidade coletiva nos firma o compromisso de sermos uns pelos outros. Minha fé me responsabiliza que a medida que construo preciso abrir o caminho para os demais que estão na caminhada. A fé precisa ser acompanhada de ações de participação trabalhando nas festas, promoções e atividades que faz com muita alegria na igreja católica mas que não se omite em ser útil em qualquer templo que pregue a paz, o amor e o bem. O Deus em quem confio está presente na vida de cada ser existente especialmente naquele à quem é mais difícil perdoar e amar mas é só assim que o amanhã melhor deixa de ser uma utopia para se tornar um caminho possível. Nossa Padroeira Nossa Senhora dos Campos põe luz sobre nosso município para que sejamos uma terra do povo do bem. Acredito que as diversas religiões existentes busquem o bem, a solidariedade e a paz por uma variedade de caminhos. Mesmo com denominações diferentes, possuem a capacidade e oportunidade em fazer de Correia Pinto um município próspero com o espírito solidário de contribuir com a vivência do outro. A dor do próximo precisa ser o compromisso do cidadão em colaborar com os tão sonhados dias melhores.

"Artesanato é uma paixão. Faz fluir ideias descarrega energias. Alinha conversas".

Escreveu livreto de poesias em 1986, de forma artesanal contendo em torno de 20 poemas datilografados e xerocados à época encadernados em livros de capa de madeira feitas pelo seu pai. Os livros foram distribuídos em uma Feira do Livro em Correia Pinto e na Associação de Escritores de Lages. Atualmente está compilando dados de cidadãos que foram agraciados com nomes de ruas em Correia Pinto juntando seus históricos em uma coletânea visando que a história do município permaneça sendo contada.

Visão

A escola Pública: Precisa abrir caminho para criar possibilidades equânimes de futuro para seus alunos rumo ao ensino superior, ao mercado de trabalho, a construção de um cidadão consciente de seus direitos e de seus deveres.

Saúde Pública: O acesso não é um favor mas precisa ser um direito consciente sem desperdício para que todos tenham consciência que cada centavo equivale a uma possibilidade de vida... ou não.

Programas Sociais: Devem incluir mas não humilhar. É digno estar no mercado de trabalho e ser independente para tomar suas próprias decisões inclusive de consumo. Ensinar a pescar é urgente para que cada um conquiste seu próprio peixe.

Setor Rural: acesso as ofertas urbanas de comodidade (facilidade aos acessos físicos de estrada, acesso aos meios virtuais, educação e saúde de qualidade e apoio público para produção e comercialização da propriedade familiar, incentivo ao agronegócio como grande fonte de renda para o município)

Hoje

Os filhos nascem do ventre mas também nascem do coração e cada um em sua individualidade é mais um desafio as nossas pré definições do que é amar. O maior desafio é que cada um onde quer que esteja seja um grão de areia para pavimentar um mundo melhor.

Tenho uma família constituída por 5 filhos. Caroline (30 anos, empreendedora Chef de Cozinha / Palhoça), Joarez (43 anos, caminhoneiro / Garuva), James (33 anos, administrador autônomo / São José), Camila (21 anos, acadêmica de Pscicologia no município de Lages, colaboradora da companhia Klabin) e Cristina (21 anos acadêmica de Arquitetura e Urbanismo no município de Lages, colaboradora da Construtora Fornari)

"Em casa apenas eu e o Casimiro, e nosso compromisso mais jovem a Dona Clarice (88 anos). Me sinto preparada, com experiência e conhecimento para fazer gestão pública deste município com responsabilidade e com desprendimento de quem sabe que cargo público é passageiro com data e hora para começar e terminar. Ainda não consegui provar a veracidade de minhas ideias porque ainda não tive o comando do município. Agora posso ter dedicação total. E a vida continua após cada etapa vencida sendo importante que sejamos sempre a essência humana de antes, durante e depois do poder. A essência do servir com responsabilidade e compromisso público.

Definição e coligações

Motivados por toda essa trajetória que o partido DEMOCRATAS, que tem hoje o Vice-Prefeito Casimiro de Liz (coligação PP, DEM, PSD e PSB) definiu Neusete como pré-candidata a Prefeita pelo DEM de Correia Pinto. No dia 03 de abril em conversa com o PDT de Almir Bitencourt (ex vereador) deram um passo inédito na política. Num ato de confiança o PDT filiou seus pré-candidatos a Vereador na Sigla Democratas completando assim a possibilidade do lançamento da chapa completa de 14 candidatos a vereador para o pleito deste ano. Feito isso foi selada a caminha formada pelas pré-candidaturas de Neusete Maziero com Almir Bitencourt. Já iniciamos a caminhada que tem sido muito positiva com um parceiro que compartilha experiência, capacidade e sonhos por um município em crescimento. As possibilidades de coligações existem visto que o diálogo tem acontecido com diversos partidos. Não temos desavenças pessoais com nenhum segmento partidário mas temos aqueles com quem mais aproximamos os ideais. Meu parceiro de caminhada (Almir Bitencourt) o qual me causa muito orgulho pela sua postura tem a humildade de saber a importância de agregar colaboradores para fortalecer nossa candidatura e tem ajudado a articular conversas político partidárias. As alianças são possíveis e necessárias mas precisam ser saudáveis para não comprometerem a boa aplicação do dinheiro público. Aliados DEM e PDT, já tivemos a confirmação do apoio do PSDB ao nosso nome na pré-candidatura a Prefeita. Outras conversas estão acontecendo, mas com as convenções até dia 16.09 ainda haverá muita movimentação nas conversas partidárias. 

Não acho de bom tom apedrejar os que governam ou governaram porque cada um a seu tempo e da sua forma acreditou que estava fazendo o certo. O importante é aprender com os erros dos que nos antecederam mas também edificar sobre o que já construíram. Temos que estar com quem tem amor a nossa terra e a nossa gente e quer firmar compromisso em se doar sem reservas para fazer o futuro acontecer acessível a todos que tem Correia Pinto como sua terra



EDITORIAS

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados | Jornal Nossa Terra