Economia

Apesar da crise, lojistas estimam aumento de vendas no Dia dos Namorados

Para 55,6% deles, aumento deve ser de 2,5% em relação ao ano passado.

Foto: Ilustrativa.

Segundo um levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), 58% dos comerciantes acreditam que as vendas para o Dia dos Namorados devem ser semelhantes ou melhores que as de 2019. Para a maioria dos entrevistados (55,6%), o crescimento deve chegar a 2,5%.

Para tentar atrair os clientes, 72,5% dos lojistas pretendem realizar promoções, campanhas, eventos ou descontos para a data. Na avaliação sobre o tíquete médio, 36,8% apontam que ele estará na faixa de R$ 51 a R$ 100, enquanto para 25,8%, cada compra deve oscilar entre R$ 101 a R$ 150.

Na visão dos comerciantes, os presentes preferidos neste Dia dos Namorados devem ser itens de vestuário e calçados (25,4%), perfumes e cosméticos (14,4%) e chocolates (11%).

Segundo o presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer, mesmo com a cautela nos gastos por conta da pandemia, componentes como a combinação do início da temporada de frio e o Dia dos Namorados devem estimular o consumo.

"O consumidor prossegue cauteloso por conta da conjuntura, mas, em paralelo, está saudoso de uma prática recorrente e histórica: o prazer de ir às compras, de presentear e ser presenteado", destacou.


AdjoriSC


EDITORIAS

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados | Jornal Nossa Terra