Redação

Presidente da Casan registra os 50 anos da empresa

Cobalchini (MDB) disse que municípios que privatizaram os serviços de água e saneamento não contam com os mesmos investimentos daqueles atendidos pela Casan.

Foto: Agência AL

Presente em 195 municípios de Santa Catarina e um no Paraná, atendendo 3 milhões de pessoas por intermédio de 322 estações de tratamento de água e mais de 16 mil km de redes e adutoras. Os números foram apresentados pela presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, convidada pelo deputado José Milton Scheffer (PP), a se manifestar da tribuna sobre o cinquentenário da estatal criada em 2 de julho de 1971.

A dirigente destacou a importância dos serviços de saneamento que proporcionam saúde, qualidade de vida e desenvolvimento para as cidades. "Nesta gestão são mais de R$ 1 bilhão de investimentos em coleta e tratamento de esgoto, com canteiros de obras em todas as regiões de Santa Catarina."

Como resultado do planejamento hídrico implantado em 2020, respaldado pelo governador Carlos Moisés, foram definidas metas claras de distribuição de água e cinco sistemas de esgotamento sanitário ficaram prontos no mesmo ano. Em 2021, oito novos sistemas estarão à disposição da população.

Roberta informou que uma das maiores obras da história da Casan acontece no rio Chapecozinho, com recursos na ordem de R$ 251 milhões para assegurar abastecimento de água para mais de 500 mil do Oeste catarinense. Ela lembra que a região sofre com a estiagem há muitos anos.

Parceria

A engenheira sanitarista enalteceu a parceria com a Assembleia Legislativa no recebimento de demandas da população e foi saudada pelos parlamentares. O deputado Ivan Naatz (PL), em nome da Comissão de Turismo e Meio Ambiente que preside, falou da importância dos serviços da empresa para garantir a balneabilidade das praias e a certeza de contar com sua colaboração nos pleitos do colegiado.

Valdir Cobalchini (MDB) disse que os municípios que privatizaram os serviços de água e saneamento não contam com os mesmos investimentos daqueles atendidos pela Casan.

Gestão técnica, presença em todas as regiões do Estado e o desafio de criar uma empresa para cuidar do abastecimento de água e do saneamento no início da década de 1970 foram aspectos ressaltados pelo líder do governo, José Milton Scheffer.

Coronel Mocellin (PSL), Ada de Luca (MDB), Nilso Berlanda (PL), Fabiano da Luz (PT), Felipe Estevão (PSL) e Ricardo Alba (PSL) também elogiaram a atuação da estatal e de seus colaboradores.

Roberta Maas dos Anjos entregou ao presidente da Casa, deputado Mauro de Nadal (MDB), uma placa alusiva ao cinquentenário da empresa.

Imagens



EDITORIAS

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados | Jornal Nossa Terra