Local

Amures e Cisama alertam sobre tentativa de golpe de cadastro de poços artesianos

Nenhuma empresa ou pessoa, está autorizada a tratar sobre perfuração de poços artesianos em nome dessas instituições.

Foto: Amures

A Associação dos Municípios da Região Serrana - AMURES e o Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense - CISAMA, comunicam a população da Serra Catarinense que nenhuma empresa ou pessoa, está autorizada a tratar sobre perfuração de poços artesianos em nome dessas instituições.

Segundo notícia veiculada nesta quinta-feira (14) pela rádio Clube de Lages, uma pessoa estaria se passando por colaborador da Amures e da Secretaria Municipal de Agricultura de Lages e pedindo R$ 1 mil para inscrever propriedades rurais para receber o benefício de implantação de poço artesiano.

O Programa de Implantação de Poços Artesianos iniciou esta semana a perfuração da primeira unidade no bairro Madre Paulina, em São Joaquim. A água captada do subsolo é destinada ao abastecimento de comunidades e não propriedades isoladas.

A distribuição da água é feita de acordo com critérios dos municípios e não existe cobrança nem cadastro específico para implantar poço a uma única propriedade. A decisão de perfuração de poço artesiano é prerrogativa do prefeito respaldada em Assembleia Geral de Prefeitos. A orientação da AMURES e CISAMA é denunciar à polícia qualquer pessoa que exija cobrança em dinheiro para fazer cadastro ao programa.



Amures.


EDITORIAS

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados | Jornal Nossa Terra