Segurança

Dicas para segurança no verão

Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

Você sabia que, segundo dados da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), 16 brasileiros morrem afogados diariamente, sendo que homens morrem em média 6,7 vezes mais e a maioria dos afogamentos acontecem com pessoas entre 10 e 59 anos de idade? Além disso, 70% dos afogamentos no Brasil acontecem em águas naturais como rios, lagos e represas.

Em Santa Catarina, segundo os dados do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) no último verão as vítimas de afogamentos seguidos de morte foram principalmente homens, de em média 28 anos.

E é possível evitar os afogamentos com alguns cuidados!

PRAIAS

Baixe o aplicativo "PRAIA SEGURA CBMSC" que está disponível para Android, que indicará os locais dos Postos de Guarda-Vidas ativados; as bandeiras das condições da praia; as praias com acessibilidade; a balneabilidade (água própria ou imprópria para banho) e se há a ocorrências

com água-vivas - todas estas informações são atualizadas todos os dias, veja antes mesmo de sair de casa;

- ao chegar na praia observe a bandeira que está em cima do posto de guarda-vidas, sendo que: bandeira vermelha indica "alto risco de afogamento", bandeira amarela "médio risco de

afogamento" e bandeira verde "baixo risco de afogamento", mas, lembrando lembre-se que mesmo com a bandeira verde sempre existe o risco. A bandeira lilás indica a presença de

Águas-vivas e a bandeira preta que aquele posto está desativado;

- procure ficar o mais próximo de um posto de Guarda-Vidas, o indicado é que você fique em um raio de 200 metros;

- se você estiver com criança, ou pessoas com alguma vulnerabilidade, temos disponível gratuitamente nos nossos postos de Guarda-Vidas as pulseirinhas de identificação;

- observe também a bandeira fixada na faixa de areia. A bandeira vermelha indica "local perigoso", ou seja, naquele local existe um risco diferenciado - buracos, corrente de retorno,

entre outros perigos, ou seja, não entre no local e, a bandeira verde indica a área mais adequada para banho;

- ficou alguma dúvida? Quer mais orientação? Pergunte aos guarda-vidas, eles podem te ajudar;

- respeite os guarda-vidas, eles estão atuando voluntariamente para te ajudar com orientações de prevenção e podem salvar a sua vida em casos de emergência;

- se você se encontrar em uma corrente de retorno, mantenha a calma e nade paralelo a praia.

Nadar contra a correnteza somente fará com que você perca a força e fique cansado;

- NÃO ande nos costões, você pode escorregar e cair no mar;

- se você ingeriu bebida alcoólica ou fez uma refeição recentemente, NÃO entre na água, aproveite a faixa de areia;

- se você foi queimado por água-viva procure os nossos postos de guarda-vidas;

- lembre-se de dar o exemplo! As crianças te observam e quando você entra em locais com a bandeira vermelha da faixa de areia (local perigoso), elas podem entender que esse é um local seguro!

PISCINAS

- Nas piscinas sempre tenha uma barreira física, para evitar o acesso de crianças;

- as crianças só devem estar na área de piscina ou dentro dela se houver um adulto supervisionando;

- se for em um clube, hotel ou pousada, se possível procure locais com a prevenção de guardavidas;

- tenha um telefone carregado e verifique se a área possui sinal, para utilização em casos de

emergência;

- não sabe nadar? Use coletes salva vidas, nunca boias, nem mesmo em crianças, já que dão a falsa sensação de segurança;

- se você for entrar na água tenha alguém observando, já que por mais que saiba nadar você pode ser acometido de um mal estar ou mal súbito, podendo tornar-se uma vítima;

- nunca mergulhe de cabeça, pois pode causar mortes ou paralisia;

- NÃO entre na água após ingerir bebidas alcoólicas ou fazer uma refeição recente;

- materiais flutuantes devem ficar sempre à mão, para o caso de necessidade;

- nas piscinas também recomenda-se um ralo antiaprisionamento, pois evita que crianças e adultos fiquem presos pelos cabelos e membros.

RIOS, LAGOS, CACHOEIRAS

- Nunca mergulhe de cabeça, pois pode causar mortes ou paralisia;

- cuidado com o limo nas pedras, ele pode fazer você escorregar e cair na água;

- Se possível procure locais com a prevenção de guarda-vidas;

- sempre avise a parentes e amigos o local que você está indo e a hora programada para retorno;

- leve um telefone carregado e verifique se a área possui sinal, para utilização em casos de emergência;

- utilize colete salva-vidas. As boias causam uma falsa sensação de segurança, podendo estourar ou virar;

- ao entrar na água a referência que deve-se ter é: "água no umbigo é sinal de perigo", pois esse é o ponto de referência do equilíbrio;

- se você for entrar na água tenha alguém observando, já que por mais que saiba nadar você pode ser acometido de um mal estar ou mal súbito, podendo tornar-se uma vítima;

- tenha cuidado com a chamada "tromba d'água", este fenômeno pode acontecer mesmo sem que esteja chovendo no local, aumentando significativamente a quantidade de água que desce nos rios e cachoeiras, não dando tempo para sair em segurança da água;

- por mais que você "ache" que conheça o local, os rios, lagos, cachoeiras, estão em constante mudança, então sempre comporte-se como se não conhecesse;

- cuidado com buracos e fundos de lodo, você pode afundar rapidamente;

- se o rio tiver correnteza nunca entre com água acima do joelho;

- se você ingeriu bebida alcoólica ou fez uma refeição recentemente, NÃO entre na água;

- se mesmo com todas as dicas de prevenção você tiver uma ocorrência em rio, tente manter a

calma, não lute contra a correnteza, guarde suas forças para flutuar e acene por socorro imediatamente;

Se você presenciar um afogamento em uma área sem a presença de guarda-vidas, ligue imediatamente para o telefone 193 e lance algum objeto flutuante para a vítima, jamais tente nadar para salvá-la!

Lembre-se que mesmo você sabendo nadar, para resgatar uma vítima será necessário nadar por duas pessoas (você e a vítima), com o acréscimo emocional do momento, o que pode

resultar em dois afogamentos;

Não se esqueça que sempre existe risco!




EDITORIAS

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados | Jornal Nossa Terra